Minha Casa Minha Vida tem aumento nos valores dos imóveis

Fonte: ANOREG/BR

Os valores para financiamento de imóveis com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foram elevados para até R$ 170 mil. O Conselho Curador do FGTS, reunido na manhã desta quarta-feira (02), aprovou o aumento que vai beneficiar as famílias de baixa renda inclusive as que participam do programa Minha Casa Minha Vida. 

A alteração dos valores difere conforme região e o total de habitantes do município. No Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal, onde o mercado imobiliário é aquecido e o preço dos imóveis é mais alto, o teto de R$ 130 mil para R$ 170 mil. Nas outras capitais com população superior a um milhão de habitantes, o teto passou de R$ 130 mil para R$ 150 mil. Nos municípios com população igual ou superior a 250 mil habitantes e regiões metropolitanas o valor subiu de R$ 100 mil para R$ 130 mil. Para os que têm população igual ou superior a 50 mil habitantes o teto foi de R$ 80 mil para R$ 100 mil. Não houve alteração do teto para os municípios com menos de 50 mil habitantes porque não há demanda para isso acontecer. 

A renda máxima familiar para a liberação de financiamentos realizados com dinheiro do FGTS é de R$ 4,9 mil em regiões metropolitanas e municípios com mais de 250 mil habitantes. Para as demais regiões o valor máximo da renda familiar é de R$ 3,9 mil. 

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, afirmou que as alterações no valor dos imóveis permitem que mais famílias tenham acesso ao programa “é uma adequação ao mercado e às necessidades da população a ser atendida” disse o ministro. Negromonte não participou da reunião por estar em uma reunião no Palácio do Planalto para tratar da Copa de 2014. O Ministro enviou uma mensagem por seu chefe de gabinete, Cássio Peixoto, ressaltando o empenho do Ministério para que os resultados sejam positivos no sentido de diminuir o déficit habitacional do país. 

A segunda etapa do programa Minha Casa Minha Vida prevê a construção de mais dois milhões moradias, além da meta atingida em dezembro do ano passado com a construção de um milhão. Também participaram da reunião o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, e a secretária Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães.

Notícias Relacionadas

Associação dos Notários e Registradores do Estado do Piauí

anoregpi.org.br

(86) 3221 - 3166

Centro Empresarial Shopping Rio Poty – Torre 1 – Salas 515 e 516

Rua Mato Grosso, nº 720 – Porenquanto

Teresina – PI CEP 64000-710

Copyright @2019 | ANOREG/PI